Toffoli convida Paulo Hartung para conselho consultivo do CNJ

Ex-governador terá um mandato com duração de dois anos e não será remunerado

O ex-governador do Espírito Santo Paulo Hartung foi convidado nesta sexta-feira (11), pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, para o Conselho Consultivo do Conselho Nacional de Justiça.

Além de Hartung, foram nomeados Raul Jungmann, ex-ministro da Justiça, e André Tavares. O mandato é de dois anos e o cargo não é remunerado, porém os conselheiros recebem diárias e passagens aéreas necessárias ao desempenho de suas atividades.

Quando tomam posse, os consultores ficam proibidos de firmar contratos ou estabelecer acordos de cooperação e intercâmbio, de caráter oneroso, com o Conselho Nacional de Justiça ou com o Departamento de Pesquisas Judiciárias.

O mandato é de dois anos e o cargo não é remunerado, porém os conselheiros recebem diárias e passagens aéreas necessárias ao desempenho de suas atividades. A partir de sua posse, os consultores ficam proibidos de firmar contratos ou estabelecer acordos de cooperação e intercâmbio, de caráter oneroso, com o Conselho Nacional de Justiça ou com o Departamento de Pesquisas Judiciárias.

Mitch Morse Womens Jersey