Nathan Medeiros: o candidato que ganhou, mas não levou

Vereador conquistou em Vitória, por exemplo, mais votos do que João Coser (PT), Lelo Coimbra (MDB) e César Colnago (PSDB) na disputa para deputado federal

Nesta última eleição, o jovem vereador de Vitória Nathan Medeiros (PSB) entrou na concorrida disputa por uma vaga de deputado federal. Ao decidir entrar nessa briga, ele tinha noção de que não seria uma tarefa fácil, afinal, outros nomes de peso do cenário político capixaba ambicionavam o mesmo cargo.

Com pouco mais de um e meio de seu primeiro mandato na câmara, Nathan lançou-se na campanha eleitoral tendo no currículo o seu passado como líder comunitário de áreas periféricas, além de seu curto período como representante do povo no legislativo municipal.

Encerrada a apuração das urnas no domingo, o vereador não alcançou em todo o Espírito Santo o número de votos necessário para ocupar uma cadeira na Câmara Federal a partir do ano que vem. Mas, mesmo assim, um fato chama a atenção dos bastidores políticos do Estado.

Ainda que Nathan não possuísse um padrinho político forte e uma estrutura de campanha robusta como a de seus adversários, ele surpreende ao ser muito bem votado na Capital, onde é mais conhecido. Em todo o Estado, o vereador conquistou 17.961 votos. Mas somente em Vitória, ele foi o terceiro candidato a deputado federal com a melhor votação, perdendo somente para o apresentador de TV e deputado Amaro Neto (PRB) e Felipe Rigoni (PSB).

No município onde exerce mandato, Nathan recebeu 9.411 votos de acordo com dados do TRE-ES e ficou à frente da candidatos mais badalados e com um considerável recall como os ex-prefeitos de Vitória João Coser (PT) e Luiz Paulo Vellozo Lucas (PPS); do atual vice governador César Colnago (PSDB); do deputado Lelo Coimbra (MDB) que não conseguiu ser reeleito; além da ex-secretária municipal Lenise Loureiro (PPS), aliada do prefeito Luciano Rezende (PPS) e, portanto, detentora de toda a máquina da prefeitura à sua disposição.

Com o resultado considerado positivo na Capital, Nathan Medeiros se consolida como a principal liderança política de Vitória e torna-se uma revelação no meio, ainda que não tenha sido eleito. A partir de agora, o mercado político começa a ficar de olho nele. E já é especulada uma possível disputa para a prefeitura daqui a dois anos, pois acredita-se que Nathan sai deste pleito mais forte do que quando entrou e com um capital político muito maior e invejável. É o caso de alguém que ganhou, mas não levou.