Bolsonaro volta a receber apenas alimentação via endovenosa

Candidato havia começado a comer, mas apresentou distensão abdominal

O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, voltou a se alimentar apenas por via endovenosa, nesta quarta-feira (12), depois de apresentar uma distensão abdominal.

Ontem (11) a equipe médica havia iniciado a alimentação por via oral, mas ela foi suspensa na manhã de hoje depois dos problemas apresentados.

De acordo com o último boletim médico do hospital onde está internado, em São Paulo, divulgado às 19h desta quarta-feira, a reintrodução alimentar pela via oral dependerá da evolução das condições de saúde de Bolsonaro. “O quadro de saúde do paciente se manteve inalterado nas últimas 12 horas”, diz o texto.

O paciente, que está na unidade de terapia semi-intensiva, não apresenta febre ou outros sinais de infecção. Além disso, ele continua recebendo as medidas de prevenção de trombose venosa.