16/05/2022 às 11h54min - Atualizada em 16/05/2022 às 11h54min

Venda de medicamentos oncológicos cresce 131% em um ano no Espírito Santo

Índice foi registrado de fevereiro/2021 a janeiro/2022 em comparação com os 12 meses anteriores

Levantamento feito pela InterPlayers, o hub de negócios da saúde e bem-estar, mostra que, de fevereiro/2021 a janeiro/2022, a venda de medicamentos oncológicos no Brasil cresceu, em média, 30% na comparação com os 12 meses imediatamente anteriores, ou seja, fevereiro/2020 a janeiro/2021. Considerando apenas janeiro de 2022 ante janeiro de 2021, o avanço registrado foi de 25%, em média.
 
Ainda de acordo com a pesquisa da InterPlayers, baseada em números de seu próprio banco de dados, o estado que apresentou a maior contribuição positiva para as vendas desse tipo de produto foi Espírito Santo, com aumento de 131% na variação móvel (12 meses).
 
A alta da procura por medicamentos oncológicos parece preocupante à primeira vista, mas o fenômeno pode ser mais um daqueles relacionados às restrições causadas pela pandemia de covid-19. Durante a primeira onda de contaminação, iniciada em 2020, clínicas e hospitais públicos e privados tiveram de cancelar consultas e internações eletivas por causa da necessidade de atender os pacientes que contraíram o coronavírus. Esse fator pode ter sido responsável por distorcer o resultado.
 
De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), publicados em junho do ano passado, em 2020, 309.750 homens brasileiros foram diagnosticados com algum tipo de câncer. Desse total, 65.840 apresentaram câncer de próstata. Entre as mulheres, o número de novos casos em 2020 foi de 316.280, sendo o de mama o mais comum, com 66.280 novos diagnósticos.

Link
Notícias Relacionadas »