Cantora Miúcha, irmã de Chico Buarque, morre aos 81 anos

Conhecida como uma das musas da bossa nova, artista tratava um câncer e teve uma parada respiratória nesta quinta (27)

A cantora e compositora Miúcha morreu nesta quinta-feira (27), no Rio de Janeiro. Ela tinha 81 anos e teve uma parada respiratória após anos de tratamento de um câncer.

A informação foi confirmada por amigos da artista, conhecida por ter interpretado a personagem Galinha no disco “Os Saltimbancos” e famosa por suas interpretações de canções como “Pela Luz dos Olhos Teus”, “Maninha” e “Minha Namorada”.

O velório e o enterro devem acontecer nesta sexta (28), no cemitério de São João Batista, em Botafogo, no Rio de Janeiro.

Nos últimos anos, a cantora fez quimioterapia para tratar um câncer no pulmão, do qual sinalizou ter se recuperado há seis meses.

Há dois meses, contudo, a doença voltou, e a cantora teria escolhido interromper os tratamentos em hospitais.

Filha do historiador Sérgio Buarque de Holanda e da pintora e pianista Maria Amélia Cesário Alvim, Miúcha era mãe da cantora Bebel Gilberto, fruto de seu casamento com João Gilberto, e irmã de Chico Buarque e das também cantoras Ana de Hollanda e Cristina Buarque.

A artista lançou 14 álbuns em mais de 40 anos de carreira, quase sempre dedicando-se ao cancioneiro dos maiores compositores da bossa nova: Tom Jobim, João Gilberto e Vinicius de Moraes.

Ao longo de sua carreira, Miúcha compôs cerca de dez canções, incluindo “Triste Alegria” e “Solidão”.

“Miúcha tinha uma qualidade rara em cantoras: sabia exatamente o que estava cantando. Isso a fazia ir mais longe do que outras que podiam ter mais dotes vocais, mas não lhe chegavam nem perto como intérpretes”, disse o escritor Ruy Castro.

Segundo ele, “Só havia algo tão delicioso quanto escutar Miúcha cantando —conversar com ela”.