Suspeito de matar ex-amante e concretar o corpo na parede é preso na Bahia

Crime aconteceu em 2005 na casa do suspeito no bairro Zumbi dos Palmares, em Vila Velha

A equipe da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Mulher (DHPM) cumpriu o mandado de prisão preventiva de Egmar Ferreira de Souza, de 52 anos, na última sexta-feira (26). Ele é suspeito de assassinar Adriana Silva Breda, de 32 anos, e concretar o corpo dela na parede da residência onde morava no bairro Zumbi dos Palmares, em Vila Velha. A prisão ocorreu no bairro Parque Botânico, em Porto Seguro, na Bahia.

O crime ocorreu em 2005 e o corpo da vítima foi encontrado em 2014. O titular da DHPM, delegado Janderson Lube, explicou como foi a prisão. “Durante três meses nós investigamos para localizá-lo. A partir de uma consulta ao Tribunal Superior Eleitoral, foi averiguado que o detido estava com o título de eleitor cancelado, possibilitando a prisão do mesmo no período eleitoral”, afirmou.

Janderson Lube informou que o corpo da vítima foi localizado no dia 03 de julho de 2014, na parede da residência onde Adriana Silva Breda morava. “Após o crime, ele morou por mais 10 anos na casa quando decidiu vendê-la e foi morar na Bahia. O atual dono decidiu fazer uma reforma e encontrou o corpo da mulher em uma das paredes da residência. Em depoimento o suspeito contou que cometeu o crime porque a mulher teria o ameaçado”, relatou.

Segundo o delegado, Egmar Ferreira chegou a ser preso no dia 12 de fevereiro de 2015 quando os policiais cumpriram o mandado de prisão temporária. “O inquérito foi concluído no dia 26 do mesmo mês, mas como não ocorreu expedição do mandado de prisão, o suspeito foi solto”, explicou.

O assassino foi indiciado por homicídio qualificado e encaminhado ao Centro de Triagem de Viana (CTV)