Boa Vista traz um enredo complicado e decepciona o Sambão do Povo

Escola homenageou a Polícia Rodoviária Federal e fez um desfile engajado. Mas não correspondeu as expectativas do público que esperava uma apresentação mais luxuosa

Quinta escola a desfilar, a Boa Vista tentou mostrar que tudo combina com samba, até a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A escola de samba de Cariacica levou para o Sambão o enredo “PRF: 90 anos de histórias dos anjos do asfalto”. Porém, a agremiação decepcionou o público com um desfile mais pobre plasticamente, algo que a torcida da escola não se acostumou nos últimos anos. Além disso, a Boa Vista pouco empolgou as arquibancadas do Sambão, que até aquele momento, estava com um bom público que a aguardava ansiosamente.

A agremiação usou o samba para fazer as pessoas refletirem e se informarem sobre o combate às infrações nas rodovias federais.

 

 

Com quatro carros alegóricos e 18 alas, a Boa Vista mostrou que os “anjos e heróis do asfalto” atuam em todo o território nacional, “do Oiapoque ao Chuí”, combatendo diversos crimes e problemas como motoristas imprudentes, contrabando de produtos piratas e de animais e exploração sexual de crianças e adolescentes.

O superintendente da PRF no Espírito Santo, Wylis Lyra, disse que toda a corporação no País está honrada. “É a primeira vez que a PRF é homenageada como enredo de escola de samba. Os policiais rodoviários de todo o País estão muito honrados e mandando mensagens de boa sorte e congratulações. Toda a instituição está acompanhando esse desfile”.

 

 

O presidente da Boa Vista, Emerson Xumbrega, afirmou que o desfile foi de muita superação, lembrando de um incêndio que atingiu o barracão da escola no ano passado. “Nós conseguimos. Com muita garra, promovemos um desfile belo. O samba está na boca do povo”.

O mestre de bateria, Gustavo Mascarenhas, está confiante. “Expectativa melhor possível. No ano passado, recebemos um 9,9 e, desta vez, viemos ainda mais fortes para termos unanimidade dos jurados”.

 

 

Momento especial

Entre os 1,6 mil componentes da Boa Vista, estava Shirley Oliveira, um dos destaques da escola. Shirley conta que desfila pela Boa Vista há 17 anos, sempre apaixonada pela família de amigos que construiu ao longo desse tempo. “Esse é um momento muito especial para todos nós, pois foram muitos os desafios para colocar a escola na avenida este ano. Mas com a força e a união de todos, chegamos aqui”.

A Boa Vista também aproveitou o samba e mandou recados importantes na avenida, como não dirigir embriagado, usando o celular, usar o Disque 100 para denunciar crimes graves, como a pedofilia, e conscientizar sobre a pirataria e o contrabando de animais silvestres e em extinção.

A Boa Vista terminou seu desfile homenageando o patrono da PRF, Turquinho, um policial rodoviário devoto de Nossa Senhora das Medalhas. As últimas alas se despediram do Carnaval pedindo paz e proteção para quem protege a vida das pessoas nas estradas do Brasil.

Mitch Morse Womens Jersey